Skip to main content

Recorde de energia solar no Ceará vai aquecer procura por especialistas

Estado se consolida como o maior produtor de energia fotovoltaica da Região Nordeste, atingindo a marca histórica de 100 megawatts na geração de energia solar fotovoltaica

Fortaleza, a capital do Ceará, possui sozinha 29,8 MW operacionais e ocupa a terceira posição no ranking de geração distribuída solar fotovoltaica, dentre todos os municípios do País. Os dados são do mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). 

Em geração distribuída, o Ceará ocupa atualmente o nono lugar no ranking e lidera a região nordeste com a maior potência instalada solar na modalidade. Em julho, o Estado atingiu a marca histórica de 100 megawatts na geração de energia solar fotovoltaica e isso fortalece a busca por profissionais especializados em Energias Renováveis, Engenharia Elétrica Engenharia Civil e Engenharia Ambiental.

Na visão da professora Dayane Carneiro, do curso de Energias Renováveis da Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz – Unifor, essa necessidade se dá porque a construção e manutenção de usinas fotovoltaicas exige profissionais não só do setor elétrico. Além disso, o potencial do Ceará fortalece a necessidade cada vez maior de profissionais, preferencialmente locais, capacitados neste segmento, tanto direcionados à geração distribuída quanto a sistemas fotovoltaicos de geração centralizada. “A Unifor oferece graduação em todas as áreas beneficiadas pelo boom de energia solar no Estado, incluindo Engenharia Ambiental e Energias Renováveis”, destaca.

Ela explica que o curso de Energias Renováveis e Engenharia Elétrica traz a criação de uma visão ampla e sistêmica das atividades inerentes a esta tecnologia, além de um contato fortemente técnico em sistemas fotovoltaicos, que vai desde os conceitos bases ao desenvolvimento de projetos fotovoltaicos.

“O potencial do Ceará é muito grande, o Estado tem condição geográfica privilegiada sob a ótica da disponibilidade de irradiação solar devido a sua proximidade com a Linha do Equador”, explica. Ela acrescenta que a expectativa é o crescimento contínuo na geração de energia solar fotovoltaica no Estado, considerando que a fonte solar está entre as protagonistas de crescimento num cenário de economia de baixo carbono, e o Ceará apresenta condições favoráveis para seguir com essas projeções de aumento expressivas.

Segundo dados da ABSOLAR, a marca história de 100 megawatts (MW) de potência operacional na geração distribuída solar fotovoltaica foi alcançada graças a 7.188 sistemas instalados em telhados, fachadas e pequenos terrenos de residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.

Os sistemas fotovoltaicos em operação no estado já estão presentes atualmente em 173 municípios cearenses, o que representa 94% dos municípios do estado. São 9.094 consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz e maior autonomia e segurança elétrica.

Segundo o coordenador estadual no Ceará da ABSOLAR, Jonas Becker, o Estado tem assumido um protagonismo cada vez maior no desenvolvimento da fonte solar. “A tecnologia fotovoltaica representa um grande potencial de desenvolvimento sustentável, econômico e social para os cearenses, com geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta.

fonte: Portal Solar

%d blogueiros gostam disto: