Skip to main content

Brasil atinge 7 GW e visa 45% de energias renováveis até 2050

O Brasil ultrapassou a marca histórica de 7 GW de energia fotovoltaica operacional, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSolar).

Desde 2012, os investidores despejaram mais de R $ 35 bilhões (US $ 6,8 bilhões) no setor solar do país. O segmento fotovoltaico em grande escala atingiu 3 GW – equivalente a 1,6% do mix de eletricidade. Em 2019, a energia solar era a fonte de energia renovável mais competitiva nos leilões A-4 e A-6, com preços médios abaixo de $ 21 / MWh.

No segmento fotovoltaico de geração distribuída, a capacidade fotovoltaica total instalada ultrapassou 4 GW, com mais de R $ 20 bilhões de investimentos. Os consumidores residenciais representam 72,8% de todos os sistemas instalados.

O Ministério de Minas e Energia e a agência estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE) apresentaram recentemente o Plano Nacional de Energia (PNE) até 2050. O governo brasileiro estabeleceu uma meta de energia renovável de cerca de 45% até 2030 sob o novo estratégia.

O PNE também define os desafios mais importantes que a tecnologia FV enfrentará na próxima década. Maior variabilidade e menos previsibilidade na geração serão o principal problema para a integração da energia solar fotovoltaica no mix de energia no curto prazo.

“Precisamos melhorar os modelos de preços da energia elétrica, bem como o planejamento e operação do sistema elétrico, de forma que represente as características e incertezas inerentes a cada fonte primária”, disse o ministério de energia, argumentando que isso garantirá maior segurança operacional e previsibilidade a médio prazo.

fonte: O Petróleo

%d blogueiros gostam disto: