Skip to main content

Aviário de Itambé (PR) prevê redução de até 90% na conta de luz

Com a instalação de um sistema fotovoltaico no empreendimento, o empresário passou a produzir sua própria energia reduzindo um dos seus principais custos

O universo da agropecuária brasileira ganha cada vez mais adeptos de sistemas de energia solar como forma de economizar e promover a sustentabilidade em suas instalações. Foi pensando assim que o avicultor Kedley Patrício Barbosa decidiu instalar a energia fotovoltaica em seu aviário, localizado no município de Itambé, no Paraná.

Na construção com 5040 metros quadrados, Kedley produz cerca de 390 mil aves por ano, e a conta de luz representa 20% dos custos de todo o empreendimento. “A qualidade da produção de um aviário está 100% ligada aos gastos com energia elétrica, por causa da utilização de equipamentos de aquecimento e ventilação”, explica.

O criador conta com o incentivo da Tarifa Rural Noturna, oferecida pelo governo estadual às propriedades localizadas em zona rural, no qual o valor do kWh é reduzido, mas diz saber do risco da promulgação de uma nova norma regulatória, que pode acabar com este tipo de benefício aos empresários rurais. Por isso, em sua opinião, investir em energia solar, além de produzir sua própria energia limpa e ajudar o meio ambiente, significa economizar dinheiro reduzindo um dos seus principais custos.

A instalação do sistema foi concluída no mês passado e a expectativa é reduzir o faturado pela concessionária entre 7 e 8 mil kWh/mês e economizar cerca de R$ 3,6 mil mensais. Considerando que os gastos atuais com energia elétrica do aviário giram em torno de R$ 4 mil por mês, a economia na conta de luz será de cerca de 90%, de acordo com cálculos do empresário.

Para a implantação do projeto de 72,36 kWp, Kedley investiu cerca de R$ 220 mil em 216 módulos BYD 335W, dois inversores ECO 27 Fronius, um smart meter Fronius, além de transformador e eletrodutos galvanizados. ”Entendi que o sistema de energia solar fotovoltaico era um investimento alto e, pesquisando, vi que a combinação que traria longevidade ao meu sistema seria a Fronius, que se destaca pela qualidade e segurança de seus equipamentos, e a Platão Energia, pelos projetos e execução impecáveis”, ressalta.

Alexandre Borin, gerente comercial da Unidade de Solar Energy da Fronius do Brasil, salienta que o mercado do agronegócio está se desenvolvendo muito rapidamente no Brasil e que os produtores rurais perceberam a importância de gerar sua própria energia e melhorar a qualidade dessa energia em suas propriedades, onde ainda existem muitas instabilidades no fornecimento das concessionárias. “A Fronius se destaca nesse mercado devido a robustez de seus inversores, que têm uma vida útil estimada em 20 anos porque são dimensionados para suportar grandes variações de temperatura e condições adversas de poeira e salinidade. Além disso, oferecemos garantia de 7 anos no produto”, complementa.

Além dos inversores, o projeto do aviário, desenvolvido pela equipe da Platão Energia, contemplou também a instalação do smart meter Fronius, equipamento que permite acompanhar o consumo e a geração de energia para entrega à concessionária, de forma bastante precisa, possibilitando uma economia ainda maior ao cliente.

De acordo com os cálculos dos instaladores, o pay back estimado é de cerca de cinco anos. “Isto porque a tarifa de energia elétrica paga hoje é muito baixa, mas se a legislação for alterada, o retorno do investimento será muito inferior a cinco anos”, avalia Diogo Martins Rosa, diretor executivo da Platão Energia.

Além disso, segundo Diogo, o cliente instalou uma potência 20% superior à sua necessidade atual, já prevendo um aumento futuro no consumo de energia. “Muitas pessoas investem em energia solar e, diante da economia gerada, acabam aumentando muito seu consumo. Mas, daí, muitas vezes, a expansão do sistema pode não acontecer, já que toda a instalação foi dimensionada para um consumo menor e não suporta módulos adicionais”, revela. “E isso não acontecerá no aviário do Kedley”, finaliza.

fonte: ParanaShop

%d blogueiros gostam disto: